sexta-feira, 15 de abril de 2011

Cânticos para Semana Santa

DOMINGO DE RAMOS

ABERTURA
R. Tu és o Rei dos reis: o Deus do céu deu-te Reino, Força e glória.
E entregou em
tuas mãos a nossa história.
Tu és o Rei e o teu
amor é a tua lei.
1. Sou o primeiro e o derradeiro, fui ungido pelo amor. Vós sois meu povo eu vosso Rei e Se
nhor Redentor.

2. Vos levarei as grandes fontes,
dor e fome não tereis. Vós sois meu povo, eu vosso Rei. Junto a mim vivereis.

ASPERSÃO AOS RAMOS
Eu te peço desta água
que tu tens. É água viva, meu Senhor. Tenho sede e tenho fome de amor e acredito nesta fonte de onde vens. Vens de Deus estás em Deus, também é Deus e Deus contigo
faz um só. Eu, porém que vim da terra e volto ao pó, quero viver eternamente ao
lado teu.
R. És água viva, és vida nova e todo dia me batizas outra vez. Me fazes renas
cer, me fazes reviver e
eu quero água desta fonte de onde vens.(bis)

CÂNTICOS DE PROCISSÃO
Cântico I:
R. Hosana hei, hosana há. Hosana hei, hosana hei, hosana há. (bis)
1. Ele é o Santo é o Filho de Maria, Ele é o Deus de Israel, Ele é o Filho de Davi...
Santo é seu nome, é o Senhor Deus do universo, glória a Deus de Israel, nosso Rei e Salvador.
2. Vamos a Ele com as flores dos trigais, com os ramos de oliveira, com alegria e
muita paz...
3. Ele é o Cristo, é o unificador, é hosana nas alturas, é hosana no amor.

Cântico II:
R.
Tu és o Rei dos reis: o Deus do céu deu-te Reino, Força e glória. E entrego
u em tuas mãos a nossa História: Tu és o Rei e o teu amor é a tua lei.
1. Sou o primeiro e o derradeiro, fui ungido pelo amor. Vós sois meu povo eu vosso Rei e Senhor Redentor.
2. Vos levarei as grandes fontes, dor e fome não tereis. Vós sois meu povo, eu vosso Rei. Junto
a mim vivereis.

CânticoIII
R. Hosana, hosana e viva! / Hosana, hosana e vida! / De Davi o Filho viva! / De Davi o Filho viva!
1. Vejam, lá vem ele vindo, / Vejam, lá vem ele vindo, / Todo o povo aplaudindo, / Todo o povo aplaudindo!
2. Vem em nome do Senhor, / Vem em nome do Senhor, / Bendito Libertador! / Bendito Liberta
dor!

ENTRADA (Matriz)
R. Hosana ao Filho de Davi. (bis) Bendito o que vem em Nome do Senhor, Re
i de Israel, Hosana nas Alturas!
Hosana ao Filho de Davi! (bis) Os Filhos dos Hebreus com ramos de oliveira foram ao encontro do Senhor clamando: Hosana nas alturas.
1. Ao Senhor pertence a terra e sua plenitude, /o mundo intero com os seres que o povoam. /Porque Ele a tornou firme sobre os mares /e sobre as águas a mantém inabalável.
2. Quem subira até o monte do Senhor, /quem ficara em sua santa habitação, /quem tem mãos puras e inocente coração, /quem não dirige sua mente para o crime.
3. Dizei-nos:
quem é este Rei da glória? /O Rei da glória é o Senhor onipotente/ O Rei da glória é o Senhor do Universo. / O Rei da Glória é o Senhor de toda terra.

SALMO RESPONSORIAL (refrão)
Meu Deus, meu Deus por que me abandonaste?
E ficais longe de meu grito e minha prece? (bis)

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO
R. Salve, ó Cristo obediente! Salve, amor onipotente.
Que te entregou à cruz. E te recebeu na luz!
1. O Cristo obedeceu até a morte. Humilhou-se e obedeceu o bom Jesus.
Humilhou-se e obedeceu, sereno e forte. Humilhou-se e obedeceu até a cruz.
2. Por isso o Pai do Céu o exaltou. Exaltou-o e lhe deu um grande nome.
Exaltou-o e lhe deu poder e glória. Diante dele céus e terra se ajoelhem!


APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS
1. Sê bendito, Senhor, para sempre / pelos frutos das nossas jornadas. / Repartidos na mesa
do Reino / anunciam a paz almejada.
R. Senhor da vida / Tu és a nossa salvação!
Ao prepararmos a tua mesa/ em ti buscamos ressureição!
2. Sê bendito, Senhor para sempre / pelo mares, os rios e as fontes. /
Nos recordam a tua just
iça / que nos levam a um novo horizonte.
3. Sê bendito, Senhor, para sempre / pelas bênçãos qual a chuva torrente. Tu fecundas o chão desta vida / que abriga uma nova semente.

COMUNHÃO
R. Com amor eterno eu te amei, dei a minha vida por amor. / Agora vai também, ama o teu irmão. (bis)
1. Já não somos servos, mais os teus amigos. À tua mesa nos sentamos pra comermos deste pão.
2. Que nossa amizade se estenda a todos, pois o Cristo nos ensina que o amor é dom total.
3. Terá recompensa até um copo d’água , o amor que é verdadeiro se traduz em gesto e vida.
4. Cristo, partilhando, sua graça e vida, quer que unidos a vivamos também entre os irmãos.
5. Se permanecermos no amor de Cristo, viveremos sua mensagem de esperança e alegria.
6. O pão da alegria nos alimentou, que ele seja nossa força e nos sustente a caminhada

HINO DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE
1. Com carinho, desenhei este planeta. Com cuidado, aqui plantei o meu jardim. Com alegria, eu s
onhei um paraíso
para a vida, dom de amo
r que não tem fim.R. Ponho, então, à tua frente dois caminhos diferentes:Vida e morte, e escolherás.
Sê sensato: escolhe a vida! Parte o pão, cura as feridas!
Sê fraterno e viverás.
2. Fiz o homem e a mulher à minha imagem; Por amor e para o amor eu os criei. Co
m meu povo celebrei uma Aliança. O caminho da justiça eu ensinei.
3. Com tristeza vejo a vida desprezada, Nos meus filhos e em toda a natureza. Me entristece tantas vidas abortadas, Dói em mim a violência e a pobreza.

TRÍDUO PASCAL
Quinta-feira Santa
CEIA DO SENHOR

ENTRADA
R. Nós nos gloriamos na cruz de nosso Senhor, que hoje resplandece com o novo mandamento do amor. (bis)
1. Na ceia da nova aliança, Jesus na
tarde santa ao Pai se entregou. Na ceia que hoje acon
tece o povo oferece a Deus o seu louvor.
2. Comer e beber pão e vinho, sinais de carinho, anúncio do amor. Na luta de cada jornada
, a cruz é pesa
da. Salvai-nos, Senhor.
3. Viver partilhar cada dia a dor e alegria nos faz celebrar: a páscoa de Cristo de novo, na vida do povo, pra ressuscitar.
4. O povo carrega tua cruz no escuro e na luz, marchando assim vai. A cruz plenifica a vida, resposta sofrida, vontade do Pai.

ATO PENITENCIAL
1. Senhor que vieste salvar, os corações arrependidos.
R. Piedade, piedade, piedade de nós. (bis)
2. Ó Cristo, que vieste chamar, os pecadores humilhados.
3. Senhor, que intercedeis por nós, junto a Deus Pai que nos perdoa.

GLÓRIA
R. Glória a Deus nas alturas: glória, glória, aleluia. Glória a Deus paz na terra: glória, glória, aleluia. / Glória, glória nos céus. Paz na terra entre os homens. (bis)
1. Glória a Deus, glória ao Pai, glória a Deus criador, que no Filho tornou-se o Senhor Deus da vida.
2. Glória a Deus, glória ao Filho, glória a Deus nosso irmão, nos remiu dos pecados, nos abriu novo reino.
3. Glória ao Espírito Santo, Deus que nos santifica, glória a Deus que nos une, a caminho do Pai.
4. Glória a Deus, uno e Santo, Pai, Espírito e Filho, glória a Deus uno e trino, glória a Deus comunhão

SALMO RESPONSORIAL (refrão)
O cálice por nós abençoado
é a nossa comunhão com o Sangue do Senhor.

ACLAMAÇÃ
O AO EVANGELHO
R. Eu vos dou um novo mandamento: / Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos am
ei, disse o Senhor. (bis)
1. Felizes os puros em seus caminhos, os que andam na lei do Senhor.

CANTO DO LAVA-PÉS
1. Jesus erguendo-se da ceia, jarro e bacia tomou. Lavou os pés dos discípulos, este exemplo deixou. Aos pés de Pedro inclinou-se. Ó Mestre, não porque és? / Não terás parte comigo se lavar os teus pés. (bis)
2. És o Senhor, tu és o Mestre, os meus pés não lavarás. O que ora faço não sabes, mas depois compreenderás. Se eu vosso Mestre e Senhor vossos pés hoje lavei. / Lavai os pés uns dos outros, eis a lição que vos dei. (bis)
3. Eis como irão reconhecer-vos como discípulos meus. Se vos ameis uns aos outros, disse Jesus para os seus. Dou-vos novo mandamento, deixo ao partir nova lei. / Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. (bis)
APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS
1. É prova de amor junto à mesa partilhar. É sinal de humildade nossos dons apresentar.
R. Acolhei as oferendas deste vinho e deste pão, e o nosso coração também! Senhor, que nos doastes totalmente por amor, fazei de nós o que convém!
2. Quem vive para si, empobrece seu viver. Quem doara a própria vida. Vida nova há de colher.
3. Oferta é bem servir por amor ao nosso irmão. É reunir-se nesta mesa, celebrar a redenção.

COMUNHÃO
1. Eu quis comer esta ceia agora, pois vou morrer, já chegou minha hora.
R. Comei e tomai é meu Corpo e meu Sangue que dou. Vivei no amor, eu vou preparar a ceia na casa do Pai. (bis)
2. Comei, o pão é meu Corpo imolado, por vós perdão para todo pecado.
3. E vai nascer do meu Sangue a esperança, o amor, a paz, uma nova aliança.
4. Eu vou partir, deixo o meu testamento, vivei no amor: eis o meu mandamento.
5. Irei ao Pai, sinto a vossa tristeza; porém, no céu vos preparo outra mesa.
6. De Deus virá o Espírito Santo, que vou mandar pra enxugar vosso pranto.
7. Eu vou, mas vós me vereis novamente. Estais em mim, e eu em vós estou presente.
8. Crerá em mim e estará na verdade, quem vir cristãos na perfeita unidade.


TRANSLADAÇÃO DO SANTÍSSIMO

Cântico I:

- Canta, Igreja, o
Rei do mundo, que se esconde sob os véus, canta o Sangue tão fecundo, derramado pelos seus, e o mistério tão profundo de uma Virgem, Mãe de Deus.
- Um menino nos foi dado, veio aos servos o Senhor. Foi na terra semeado o seu Verbo Salvador. Ao partir, nos foi deixado, pão da vida, pão do amor.
- Celebrando a despedida, com os doze Ele ceou. Toda a Páscoa foi cumprida, novo rito inaugurou. E, seu corpo, pão da vida, aos irmãos ele entregou.
- Cristo, o Verbo onipotente, deu-nos nova refeição: faz-se carne realmente, o que deixa de ser
pão. Eis que o vinho é sangue ardente vence a fé, gosto e visão.
= Tão sublime Sacramento, adoremos neste altar, pois o Antigo Testamento deu ao Novo seu lugar. Venha a fé por suplemento, os sentidos completar.
- Ao eterno Pai cantemos e a Jesus, o Salvador. Ao Espírito exaltemos, na Trindade eterno amor. Ao Deus uno e Trino demos, a alegria do louvor
. Amém! Amém!
Cântico II:
R. Glória a Jesus na Hóstia Santa, que se consagra sobre o altar;
E aos nossos olhos se levanta para o Brasil abençoar.
Que o Santo Sacramento, que é o próprio Cristo Jesus,
//Seja adorado e seja amado nesta terra de Santa Cruz. (bis)
1. Glória a Jesus, pris
ioneiro do nosso amor, a esperar,
Lá no Sacrário o dia inteiro, que o vamos todos procurar.
2. Glória a Jesus, Deus escondido, que vindo a nós na comunhão,
Purificado, enriquecido, deixa-nos sempre o coração.

Cântico III:
1. Senhor eu sei que é teu este lugar todos querem te adorar, toma tua direção. Sim ó vem, ó Santo Espírito os espaços preencher. Reverência à tua voz vamos fazer.
R. Podes reinar, Senhor Jesus, ó sim; o teu poder teu povo sentirá. Que bom Senhor, saber que estás presente aqui, reina Senhor neste lugar.
2. Visita cada irmão o meu Senhor, dá-lhes paz interior e razões pra te louvar, desfaz toda tristeza, incerte
za, desamor, glorifica o teu nome o meu Senhor.

Cântico IV:
1. Criaturas todas a Jesus saudemos, Deus sacramentado, vinde adoremos.
2. Do alto céu os anjos/também convidemos, a render-lhes graças/vinde adoremos.
3. Do universo inteiro, dos confins extremos/Ao Senhor do mundo, vinde adoremos.
4. Tudo quanto somos,
a Jesus devemos, por seus benefícios, vinde adoremos.
5. A inefável hóstia/onde Cristo vemos com fervor constante, vinde adoremos.


Sexta-feira Santa
PAIXÃO DO SENHOR

CAMINHADA DE PENITÊNCIA

REFRÕES DA VIA-SACRA
1. A morrer crucificado,Teu Jesus é condenado,
Por teus crimes,
pecador / (2x)
Pela Virgem Dolorosa, Vossa Mãe tão piedosa,Perdoai-me, meu
Jesus! Perdoai-me, meu Jesus!

2. Sob a cruz ei-lo, gemendo. Vai sofrendo, vai sofrendo,
Vai morrer por teu amor (2x) Pela Virgem Dolorosa...
3. Sob o peso constrangido, Cai Jesus desfalecido,
Pela tua salvação! (2x) Pela Virgem Dolorosa...
4. Da Mãe sua imaculada, Quando a encontra desolada,
Vê a imensa comoção! (2x) Pela Virgem Dolorosa...
5. Um auxílio lhe é imposto; Já sem força, em sangue o rosto,
Não recusa o Cirineu! (2x) Pela Virgem Dolorosa...
6. Eis a face ensangüentada, Por Verônica enxugada,
Que no pano apareceu (2x). Pela Virgem Dolorosa...
7. Novamente desmaiando, No caminho tropeçando,
Cai por terra o Salvador (2x). Pela Virgem Dolorosa...
8. Das matronas que choravam, Que a gemer o acompanhavam,
Consolar busca Ele a dor (2x). Pela Virgem Dolorosa...
9. Cai exausto vez terceira, Sob a carga tão grosseira,
Dos pecados e da cruz (2x). Pela Virgem Dolorosa...
10. Já do algoz as mãos agrestes As sangrentas, pobres vestes,
Vão tirar do bom Jesus (2x). Pela Virgem Dolorosa...
11. Sois por mim à cruz pregado, Duramente torturado,
Com cegueira e com furor (2x). Pela Virgem Dolorosa...
12. Por meus crimes
padecestes, Meu Jesus por mim morrestes,
Quanta angústia, quanta dor! (2x). Pela Virgem Dolorosa...
13. Já da cruz Vos despregaram, E a Maria Vos deixaram,
Que terrível aflição (2x). Pela Virgem Dolorosa...
14. No sepulcro Vos puseram, Mas os homens tudo esperam,
Que os salvou Vossa paixão (2x). Pela Virgem Dolorosa...
CÂNTICO I
R. Quando Jesus passar. Quando Jesus passar.
Quando Jesus passar eu quero estar no meu lugar.

1. No meu telúrio ou jogando a rede sob a figueira ou a caminhar buscando água para minha sede, querendo ver meu Salvador passar.
2. no meu trabalho e na minha casa,no meu estudo e no meu lazer, No compromisso e no meu descanso,no meu direito e no meu dever.3. Nos meus projetos olhando em frente, no meu sucesso e na
decepção no sofrimento que fere a gente, sonhando o sonho de um mundo irmão.

CÂNTICO II
1. Em Jerusalém, Prenderam Jesus, O meu Salvador. Cuspiram na face E a força do braço O chicoteou.
R. Como sofreu O meu Redentor! Foi sobre o madeiro Que crucificaram O meu Salvador!
2. Soldados romanos Trouxeram a cruz, Jesus a tomou; Por todas as ruas Daquela cidade O Cristo a arrastou.
3. E quando chegaram Até ao Calvário, Deitaram Jesus, De braços abertos, No grande madeiro Em forma de cruz.

CÂNTICO
III
R. Prova de amor maior não há / que doar a vida pelo irmão.
1. Eis que Eu vos dou o Meu novo mandamento: “Amai-vos uns aos outros, como Eu vos
tenho amado!”
2. Vós sereis os meus amigos, se seguirdes Meu preceito: “Amai-vos uns aos outros, como Eu vos tenho amado!”
3. Como o Pai sempre Me ama, assim também, Eu vos amei: “Amai-vos uns aos outros, como Eu vos tenho amado!”
4. Permanecei em Meu amor e segui Meu mandamento: “Amai-vos uns aos outros, como Eu vos tenho amado!”
5. E chegando a Minha páscoa, vos amei até o fim: “Amai-vos uns aos outros, como Eu vos tenho amado!”
6. Nisto todos saberão, que vós sois os Meus discípulos: “Amai-vos uns aos outros, como Eu vos tenho amado!”
CÂNTICO IV
Bendita e Louvada seja / no céu a divina Luz!
E nós também na terra / louvemos a Santa Cruz!
1. Os anjos no céu contentes, Louvando estão a Jesus!
// Cantemos também na terra, Louvores a Santa Cruz! (bis)
2. Os céus cantam a Vitória De Nosso Senhor Jesus!
// Cantemos também na terra, Louvores a Santa Cruz! (bis)
3. Aqui bem estamos vendo Brilhar uma clara luz!
// É que estão do
céu caindo, Reflexos da Santa Cruz! (bis)
4. Sustenta Gloriosamente, Nos braços o Bom Jesus!// Sinal de esperança e vida, O lenho da Santa Cruz! (bis)
5. Humildes e confiantes, Levemos a nossa cruz!
// Seguindo Sublime Exemplo, De Nosso Senhor Jesus! (bis)
6. Já Santa Doutrina temos, Para nossa guia e luz!
// Co'o sangue divino escrita, No livro da Santa Cruz! (bis)
7. No mais alto do calvário, Morreu nosso Bom Jesus!
// Dando o último suspiro, Nos braços da Santa Cruz! (bis)
8. É arma em qualquer perigo, É raio de Eterna Luz!
// Bandeira vitoriosa, O Santo sinal da Cruz! (bis)
9. Cordeiro Imaculado, Por todos morreu Jesus!
// Remindo as nossas almas, É Rei pela Sua Cruz (bis)!
10. Ao povo aqui reunido, Dai graça, perdão e luz!
// Salvai-nos, ó Deus Clemente, Em nome da Santa Cruz! (bis)
11. Louvores cantemos sempre, Em honra da Santa Cruz!
// Para que do negro inferno, Nos Livre, amém, Jesus! (bis)

CÂNTICO V
Vitória, tu reinarás, ó cruz tu nos salvarás! (bis)
1. Brilhando sobre o mundo, Que vive sem tua luz
Tu és um sol fecundo, De amor e de paz, ó cruz!
2. Aumenta a confiança Do pobre e do pecador
Confirma nossa esperançam Na marcha para o Senhor.
3. À sombra dos teus braços A Igreja viverá
Por ti no eterno abraço O Pai nos acolherá.

CÂNTICO VI
R. Eu confio em nosso Senhor com fé, esperança e amor. (bis)
1. A meu Deus fiel sempre serei, Eu confio em nosso Senhor. Seus preceitos, oh, sim, cumprirei, Com fé, esperança e amor.
2. Venha embora qualquer tentação, Eu confio em nosso Senhor
Mostrarei que sou sempre cristão, Com fé, esperança e amor.
3. Com as armas da fé lutarei; Eu confio em nosso Senhor. Nessa luta, por Deus vencerei Com fé, esperança e amor.
4. Os fracassos não hei de temer Eu confio em nosso Senhor. Pois com Deus hei de sempre vencer, Com fé, esperança, e amor.
5. Em perigo, aflição ou em do Eu confio em nosso Senhor. Chamarei a meu Deus com fervor, Com fé, esperança e amor.
6. E depois d'uma vida com Deus, Eu confio em nosso Senhor. Eu espero partir para os céus Com fé, esperança e amor.

CÂNTICO VII
1. O povo de Deus no deserto andava, mas à sua frente alguém caminhava. O povo de Deus era rico em nada,
só tinha esperança e o pó da estrada.
Também sou teu povo, Senhor / e estou nessa estrada.
Somente a tua graça / me basta e mais nada. (bis)
2. O povo de Deus, também vacilava, às vezes custava a crer no amor. O povo de Deus, chorando rezava, pedia perdão, e recomeçava.Também sou teu povo, Senhor / e estou nessa estrada.
Perdoa-se às vezes / não creio em mais nada.
3. O povo de Deus também teve fome e Tu lhe mandaste o pão lá do céu. O povo de Deus, cantando deu graças, provou teu amor, teu amor que não passa.
Também sou teu povo, Senhor / e estou nesta estrada.
Tu és alimento / na longa jornada.
4. O povo de Deus ao longe avistou, a terra querida que o amor preparou. O povo de Deus corria e cantava e nos seus louvores, seu poder proclamava.
Também sou teu
povo, Senhor / e estou nessa estrada.
Cada dia mais / perto da terra esperada.

CELEBRAÇÃO DA PAIXÃO DO SENHOR
Entrada em silêncio

SALMO RESPONSORIAL (refrão)
Ó Pai, em tuas mãos eu entrego o meu espírito.

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO
R. Salve, ó Cristo obediente! Salve, amor onipotente,
que te entregou à cruz e te recebeu na luz.
1. O Cristo obedeceu até a morte, humilhou-se e obedeceu o bom Jesus. Humilhou-se e obedeceu até a cruz.


ADORAÇÃO À SANTA CRUZ

ntico I:
1. Que te fiz meu povo eleito? Dize em que te contristei! Que mais podia ter feito, em que foi que eu te faltei?
R. Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal. Tende piedade de nós.
2. Eu te fiz sair do Egito, com maná te alimentei. Preparei-te bela terra, tua cruz para o teu Rei.
3. Bela vinha eu te plantara, tu plantaste a lança em mim. Águas doces eu te dava, foste amargo até o fim.
4. Flagelei por ti o Egito, primogênitos matei; Tu, porém, me flagelaste, entregaste o próprio Rei!
5. Eu te fiz sair do Egito, afoguei o Faraó; aos teus sumos sacerdotes entregaste-me sem dó!
6. Eu te abri o Mar Vermelho, tu me abriste o coração. A Pilatos me levaste, eu levei-te pela mão!
7. Pus maná no teu deserto, teu ódio me flagelou; fiz da pedra correr água, o teu fel me saturou!
8. Só na Cruz tu me exaltaste, quando em tudo te exaltei. Que mais podia eu ter feito, em que foi que eu
te faltei?

Cântico II:
1. Senhor, pela tua paixão, no abandono da cruz, tem piedade de nós, Jesus pelo sangue jorrado do teu coração, pelo teu sacrifício misericórdia.
R. Deus Santo, Deus Forte, Deus Imortal e de poder
Nós te adoramos, te bendizemos, te glorificamos ó Senhor (bis)
2. Deus Pai, vos ofertamos o corpo e o sangue de cristo sua alma e sua divindade em expiação de nossos pecados.

APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS

1. Sobe a Jerusalém, virgem oferente sem igual, vai apresenta ao Pai teu menino luz que chegou no natal. E junto a sua cruz, quando Deus morrer fica de pé, sim ele te salvou, mas o ofereceste por nós com toda a fé.
2. Nós vamos renovar este sacrifício de Jesus, morte e ressurreição, vida que brotou de sua oferta na cruz. Mãe, vem nos ensinar a fazer da vida uma oblação, culto agradável a Deus é fazer a oferta do próprio coração.

COMUNHÃO
1. Eu não sou digno, ó meu Senhor. Eu não sou digno, de que tu entres, ó meu Senhor, na minha casa. Porque és tão santo e eu pecador, eu nem me atrevo a ti pedir este favor.
2. Eu sou digna, ó meu Senhor. Eu não sou digna, de que tu entres, ó meu Senhor, na minha casa. Meu coração é tão pecador, que eu nem me atrevo a te pedir este favor.
R. Mas se disseres uma Palavra, a minha casa se transformará. Uma palavra é suficiente, suavemente ela nos salvará. (bis)

Final da Celebração em silêncio.

Sábado Santo
VIGÍLIA PASCAL


CÂNTICOS DE PROCISSÃO
Cântico I:
R. A s ,Descei Divina Luz! A nós Descei Divina Luz! Em nossas almas acendei o
amor, o amor de Jesus! (bis)
1. Vinde, Santo Espírito. E do céu mandai / luminoso raio! (bis) Vinde, Pai dos pobres, Doador dos dons, // Luz dos corações! (bis)
2. Grande defensor. Em nó
s habitai / e nos confortai! (bis) Na fadiga pouco, no ardor brandura // e na dor ternura! (bis)
3. Ó luz venturosa, divinais clarõ
es / encham os corações! (bis) Sem um tal poder, em qualquer vivente // nada há de inocente! (bis)
4. Lavai o impuro e regai o seco / sarai o enfermo! (bis)
Dobra
i
a dureza, aquecei o frio // livrai do desvio! (bis)
5. Aos fiéis, que oram com vibrantes sons / dai os sete dons! (bis)
Ai virtude e prêmio e no fim dos dias // eterna alegria! (bis)


Cântico II:
1. Tu anseias, eu bem sei, por salvação, tens desejo de banira es
curidão abre, pois de par em par teu coração e deixa a luz do céu entrar
R. Deixa a luz do céu entrar! Deixa a luz do céu entrar!
Abre bem as portas do teu coração e deixa a luz do céu entrar.
2. Cristo a luz do céu , em ti quer habitar para as trevas do
pecado dissipar, teu caminho e coração iluminar e deixa a luz
do céu entrar.
3. Que alegria andar ao brilho dessa luz vida eterna e paz no
coração produz Oh! Aceita agora o salvador Jesus e deixa a luz do céu entrar.

PROCLAMAÇÃO DA PASSAGEM
-Exulte o céu e os anjos triunfantes, mensageiros de Deus, desçam cantando; façam soar trombetas fulgurantes, a vi
tória de um Rei anunciando.
- Alegre-se também a terra amiga, que em meio a tantas luzes resplandece; e vendo dissipar-se a treva antiga, ao sol do
eterno rei brilha e se aquece.
- Que a mãe Igreja alegre-se igualmente, erguendo as velas deste fogo novo, e escutem reboando de repente, o Aleluia cantado pelo povo.
Solo: O Senhor esteja convosco!
Povo: Ele está no meio de nós!
Solo: Corações ao alto!
Povo: O nosso coração está em Deus!
Solo: Demos graças ao Senhor nosso Deus!
Po
vo: É nosso dever e nossa salvação!

- Sim verdadeiramente é bom e justo, cantar ao Pai de todo o coração. E celebrar seu Filho Jesus Cristo, tornado para nós, um novo Adão.
Foi Ele quem pagou do outro a culpa, quando por nós à morte se entregou; para apagar o antigo documento, na cruz todo seu sangue derramou.
R. Ó noite de alegria verdadeira
que une de novo o céu e terra inteira.
- Pois, eis, agora a Páscoa, nossa festa, em que o real Cordeiro se imolou. Marcando nossas portas, nossas almas, com seu divino sangue nos salvou.
Esta é Senhor, a noite em que do Egito retiraste os filhos Israel, transpondo o Mar Vermelho a pé exulto, rumo à terra onde corre leite e mel.
- Ó noite em que a coluna luminosa as trevas do pecado dissipou, e aos que crêem no Cristo em toda a terra, em novo povo eleito congregou.
Ó noite em que Jesus rompeu o inferno, ao ressurgir da morte vencedor; de que nos valeria ter nascido, se não nos resgataste em seu amor?
- Ó Deus que estupenda caridade vemos no vosso gesto fulgurar! Não hesitais em dar o próprio Filho, para a culpa dos servos resgatar.
Ó pecado de Adão, indispensável, pois o Cristo dissolve em seu amor. Ó culpa tão feliz que há merecido a graça de um tão grande Redentor.
- Pois esta noite lava todo crime, liberta o pecador de seus grilhões, dissipa o ódio e dobra os poderosos, enche de luz e paz os corações.
- Ó noite de alegria verdadeira que prosta o faraó, e ergue os hebreus. Que une de novo o céu e a terra inteira, pondo na treva humana a luz de Deus.
- Na graça desta noite o vosso povo acende um sacrifício de louvor; acolhei ó Pai santo, o fogo novo: não se perde ao dividir-se o seu fulgor.
- A cera virgem da abelha generosa ao Cristo ressurgindo trouxe a luz. Eis de novo a coluna luminosa, que o vosso povo para o céu conduz!
- O Círio que acendeu as nossas velas possa esta noite toda fulgurar; misture sua luz a das estrelas, cintile quando o dia despontar.
Que Ele possa agradar-vos com Filho, que triunfou da morte e venceu o mal. Deus, que a todos acende no seu brilho, e um dia voltará, sol triunfal. Amém.

GLÓRIA
Glória, glória a Deus nas alturas. Ô, Ô, glória e a nós a sua paz!
1. Senhor Deus Rei dos céus Deus Pai Onipotente
Vos louvamos bendizemos adoramos nós vos glorificamos
E nós vos damos graças, em vossa glória...
2. Jesus Cristo Senhor Deus, Filho único do Pai,
Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade
Vós que estais a direita do Pai, tende piedade
Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade. Acolhei a nossa súplica, em Vossa Glória...
3. Só Vós sois o Santo Senhor, o Altíssimo, só Vós
Jesus Cristo, Com o Espírito e o Pai, em Vossa Glória...

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO
Padre: ALE-LUIA
R. Aleluia, aleluia, aleluia, aleluia.(bis)
1. Rendei graças ao Senhor! – Que seu amor é sem fim!
Diga ao povo Israel...
Digam os seus sacerdotes...
Digam todos os que o temem...
2. Eis o dia do Senhor. – Alegres nele exultamos!
Que nos salve, imploramos...
Bem-vindos, a sua casa...
Nós todos, os seus amados

CANTO DE ASPERSÃO
1. Eu te peço desta água que tu tens, é água viva meu Senhor, tenho sede e tenho fome de amor e acredito nesta fonte de onde vens. Vens de Deus estás em Deus também é Deus, e Deus contigo faz um só, eu porém que vim da terra e volto ao pó, quero viver eternamente ao lado teu.
R. És água viva, és vida nova e todo dia me batizas outra vez. Me fazes renascer, me fazes reviver e eu quero água desta fonte de onde vens.

APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS
1. Minha vida tem sentido cada vez que venho aqui, e te faço o meu pedido, de não me esquecer de ti.
Meu amor é como este pão, que era trigo, que alguém plantou depois colheu e depois tornou-se salvação e deu mais vida e alimentou o povo meu.
R. Eu te ofereço vinho e pão, eu te ofereço meu amor. (bis)
2. Meu amor é como este vinho, que era fruto, que alguém plantou depois colheu e depois ench1eu-se carinho e deu mais vida, e saciou o povo meu.

SANTO
Santo! Santo! Santo é o Senhor! (bis)
1. Céus e terra proclamam vossa glória. Hosana nas alturas
2. Bendito o que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas

COMUNHÃO
1. Ao recebermos, Senhor, Tua presença sagrada. Pra confirmar teu amor, Faz de nós tua morada. Surge um sincero louvor, Brota a semente plantada. Faz-nos seguir teu caminho, Sempre trilhar tua estrada.
R. Desamarrem as sandálias e descansem. Este chão é terra santa, irmãos meus! Venham, orem, comam, cantem.Venham todos. E renovem a esperança no Senhor.
2. O Filho de Deus com o Pai e o Espírito Santo. Nesta Trindade um só Ser, Que pede a nós sermos santos. Dá-nos, Jesus, teu poder De se doar sem medida. Deixa que compreendamos Que este é o sentido da vida.
3. Ao virmos te receber, Nós te pedimos, ó Cristo. Faze vibrar nosso ser, Indo ao encontro ao Pai Santo. Sem descuidar dos irmãos, mil faces da tua face. Faze que o coração sinta A força da Caridade.
CANTO FINAL
Celebrai a Cristo, celebrai!
Celebrai a Cristo, celebrai (2x)
Ressuscitou, ressuscitou!
Ele vive para sempre (2x)
Vamos celebrar, hei! Vamos celebrar, Ôoo!
Vamos celebrar! Ressuscitou meu Senhor!


DOMINGO DA RESSUREIÇÃO


ENTRADA I
R. Eis que faço novas todas as coisas, que faço novas todas as coisas, que faço novas todas as coisas.
1. É vida que brota da vida, é fruto que cresce do amor,
É vida que vence a morte, é vida que vem do Senhor.
2. Deixei o sepulcro vazio, a morte não me segurou
A pedra que então me prendia no terceiro dia rolou.
3. Eu hoje lhe dou vida nova, renovo em ti o amor. Lhe dou uma nova esperança, tudo o que era velho passou.
ENTRADA II
Celebrai a Cristo, celebrai! Celebrai a Cristo, celebrai (2x)
Ressuscitou, ressuscitou! Ele vive para sempre (2x)
Vamos celebrar, hei! Vamos celebrar, Ôoo!
Vamos celebrar! Ressuscitou meu Senhor!

ATO PENITENCIAL I
1. Senhor, eu pequei Pratiquei o que é mau. Tem piedade, perdoai-me. Por misericórdia!
2. Cristo, eu pequei Pratiquei o que é mau. Tem piedade, perdoai-me.
Por misericórdia!
3. Senhor, eu pequei Pratiquei o que é mau. Tem piedade, perdoai-me. Por misericórdia!

ATO PENITENCIAL II
1. Pelos pecados erros passados por divisões na tua Igreja ó Jesus.
Senhor piedade, Senhor piedade. Senhor piedade, piedade de nós.
2. Hoje se a vida é tão ferida deve-se a culpa indiferença dos cristãos.
Cristo piedade, Cristo piedade. Cristo piedade, piedade de nós.
3. Quem não te aceita quem te rejeita podes não crer por ver cristãos que vivem mal. Senhor piedade, Senhor piedade. Senhor piedade, piedade de nós.
GLÓRIA I
Glória, glória a Deus nas alturas. Ô, Ô, glória e a nós a sua paz!
1. Senhor Deus Rei dos céus Deus Pai Onipotente
Vos louvamos bendizemos adoramos nós vos glorificamos
E nós vos damos graças, em vossa glória...
2. Jesus Cristo Senhor Deus, Filho único do Pai,
Cordeiro de Deus que tirais o pecado do mundo, tende piedade
Vós que estais a direita do Pai, tende piedade
Vós que tirais o pecado do mundo, tende piedade
Acolhei a nossa súplica, em Vossa Glória...
3. Só Vós sois o Santo Senhor, o Altíssimo, só Vós
Jesus Cristo, Com o Espírito e o Pai, em Vossa Glória...

GLÓRIA II
R. Glória a Deus nas alturas! Glória, glória, aleluia!
Glória a Deus, paz na terra! Glória, glória, aleluia!
Glória! Glória nos céus! Paz na terra entre os homens!:
1. Glória a Deus! Glória ao Pai! Glória a Deus criador,
Que no Filho tornou-se O Senhor Deus da vida!
2. Glória a Deus, glória ao Filho! Glória a Deus nosso irmão!
Nos remiu do pecado, Nos abriu novo Reino!
3. Glória ao Espírito Santo, Deus que nos santifica!
Glória a Deus que nos une A caminho do Pai.
4. Glória a Deus uno e santo: Pai, Espírito e Filho!
Glória a Deus uno e trino Glória ao Deus comunhão!

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO I
R. Aleluia, aleluia, aleluia! (bis)
1. Proclamai que o Senhor é bom, é eterno o seu amor.Que o diga a casa de Israel, é eterno o Seu amor.
2. O Senhor é a minha alegria, Ele é a minha salvação.Cantarei as Suas maravilhas ao longo da minha vida.
3. Abri as portas do santuário, entrarei e darei graças. Esta é a porta do Senhor, por onde entrarão os justos.
ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO II
1. Vai falar no Evangelho Jesus Cristo, aleluia!
Sua palavra é alimento que dá vida, aleluia!
R. Glória a Ti, Senhor, toda graça e louvor (2x)
2.
A mensagem da alegria ouviremos, aleluia!
De Deus as maravilhas cantaremos, aleluia!

APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS I
1. É prova de amor junto à mesa partilhar.
É sinal de humildade nossos dons apresentar.
R. Acolhei as oferendas deste vinho e deste pão.
E o nosso coração também!
Senhor, que Vos doastes totalmente por amor, fazei de nós o que convém!
2. Quem vive para si, empobrece o seu viver;
quem doar a própria vida, vida nova há de colher.
3. Oferta é bem servir, por amor ao nosso irmão.
É reunir-se nesta mesa e celebrar a redenção

APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS II
1. Pai Santo, na força deste rito, sejais sempre bendito pelo vinho e pão. Da vossa bondade recebemos os dons que oferecemos para a salvação.
R.Senhor eterno Pai os dons de vinho e pão agora transformai em vida e salvação. (bis)
2. Pai Santo, sejamos água pura que ao vinho se mistura e vai se consagrar. Por Cristo a nossa humanidade da vossa divindade vai participar.
3. Pai Santo, que o vosso amor compreenda que as nossas oferendas vêm do coração. São frutos regados pelo orvalho que a bênção do trabalho transformou em pão.

SANTO
Santo! Santo! Santo é o Senhor! (bis)
1. Céus e terra proclamam vossa glória. Hosana nas alturas
2. Bendito o que vem em nome do Senhor. Hosana nas alturas
SANTO II
Santo, Santo é; Santo, Santo é;
Deus do universo, ó Senhor Javé (2x)
1. O céu e a terra Vos proclamam Glorioso.
Hosana, Hosana nas alturas,
2. Bendito o que vem, em nome do Senhor.
Hosana, Hosana nas alturas. Hosana, Hosana ao Rei. (2x)
COMUNHÃO I
1. Antes da morte e ressurreição de Jesus, Ele, na Ceia, quis Se entregar: deu-Se em comida e bebida pra nos salvar.
R. E quando amanhecer o Dia Eterno, a plena visão.
Ressurgiremos por crer nesta vida escondida no Pão (Bis).
2. Para lembrarmos a morte, a cruz do Senhor, nós repetimos como Ele fez: gestos, palavras, até que volte outra vez.
3. Este banquete alimenta o amor dos irmãos, e nos prepara a glória do céu; ele é a força na caminhada pra Deus.
4. Eis o Pão vivo mandado a nós por Deus Pai!
Quem O recebe, não morrerá no último dia, vai ressurgir, viverá!
5. Cristo está vivo, ressuscitou para nós!
Esta verdade vai anunciar a toda terra, com alegria, a cantar.

COMUNHÃO II
1. Eis o grande sacramento / que o Senhor nos oferece / para ser nosso alimento / Deus conosco permanece.
R.Este encontro nos dá vida / Nos dá força e dá coragem / quem comer desta comida / terá forças na viagem.
2. Transformando o pão e o vinho se tornou nosso alimento / vai conosco no caminho / não nos deixa um só momento.
3. Como outrora no deserto / o Senhor se faz comida / e nos mostra o rumo certo / para a terra prometida.
4. Que esta santa Eucaristia / em que Deus é repartido / faça o pão de cada dia / ser melhor distribuído.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário